O Eldorado do Amor

Imprimir
PDF

 

Comprime-se o tempo diante das retinas emolduradas pelo prazer;

Verbaliza-se o evangelho em meio a propagação do eco vazio da puerilidade;

Calejam-se mãos operosas em meio a ociosidade de muitos;

Tempo passa e tudo permanece sem a projeção da verticalidade evolutiva;

Cenários devastadores apresentam-se diante da juventude desvairada;

Violência, drogas, promiscuidade e corrupção dos valores são as palavras de ordem;

Ícones isolados por todos, em nome de Cristo, digladiam-se com as trevas da ignorância;

O sonho do Eldorado do Amor, permanece vivo nas esferas superiores da vida;

Campinas enriquecidas com o trigo dourado do pão da vida sustentam as esperanças;

O amor finca raízes em meio vastidão desoladora;

A Pátria do Evangelho convoca os esperançosos do amor a juntarem-se às suas fileiras;

O coração do Mundo, apesar dos descompassos de muitos, pulsa vigorosamente;

O Cristo derrama, juntamente com sua misericórdia, gotas de incentivo aos ideais do evangelho;

Tudo passa, tudo se renova na dinâmica da vida, mas só permanecerão no front de batalha os filhos diletos do amor;

A Terra, mãe operosa, acolherá em seu seio os renovados da vida, os Bem-aventurados, aqueles que diante da violência ofertam a mansidão do amor. .

 

Irmã Catarina

(Mensagem psicografada por Paulo Guedes, em 10/11/2014)