A Casa Espírita

Imprimir
PDF

Com o advento do Espiritismo ocorrido na segunda metade do século XIX, surgiu um novo modelo de instituição jurídica com caráter de ação social – A Casa Espírita.

Apesar de um século e meio de seu surgimento, muitos ainda tem dificuldades de conceituá-la. À feição da Casa do Caminho, dos apóstolos de Jesus, e da porciúncula de Francisco de Assis, a Casa Espírita é um local dedicado a prática da caridade cristã.

Em suas dependências desenvolvem-se diversos trabalhos no campo da ação social e da beneficência, onde é ofertada a todos aqueles que nela adentram a possibilidade de entrar em contato com o amor.

Diversas são as possibilidades de trabalho que podem ser desenvolvidas, sempre com o objetivo de melhoria da humanidade.

Esclarecimentos acerca das verdades da vida, trazidas a lume pelos espíritos do Senhor: o amparo aos necessitados, através do prato de comida, ou da bolsa de alimentos; o atendimento fraterno, onde irmãos preparados para fazer uma escuta ativa, permitem o desabafo dos que se encontram em desequilíbrio psicológico; as escolas de evangelização das almas, tanto encarnadas quanto desencarnadas; todos os trabalhos levados a efeito nas dependências da Casa Espírita devem ter por orientação a Doutrina Espírita, que não podemos esquecer, é o cristianismo redivivo. Portanto, sempre que ofertarmos a tribuna a alguém tenhamos a certeza da formação ético-moral para evitar o constrangimento de termos que corrigir o rumo da palestra, sob a pena de nos tornarmos omissos perante o Cristo.

Nos trabalhos que envolvem a evangelização das almas em torno das mesas de desobsessão, temos que estudar o caráter daqueles que convidamos, pois é preferível impedir a entrada de uma pessoa apta do que permitir que um espírito desagregador desestabilize todo o trabalho.

No campo do amor, sempre devemos estar com as portas abertas àqueles que querem trabalhar, não nos instituamos como os eleitos do Criador, impedindo o avanço espiritual dos outros.

A Casa Espírita,, não podemos esquecer, é a casa de Jesus, e sendo assim a Ele pertence as suas atividades, sendo necessário que tudo seja norteado pelo Seu Evangelho.

No campo das explanações temos que ter em mente que tudo deverá gravitar à luz da Doutrina Espírita. Quando dúvidas surgirem acerca dos trabalhos, evoquem o Evangelho de Jesus e lá encontrareis as orientações necessárias.

Miguel Delavini

(Mensagem psicografada por Paulo Guedes)