Oração

Imprimir
PDF
Pai de infinita misericórdia, endereço-te estas poucas palavras, como rogativa de socorro a esta alma renitente no erro.

Tomo a liberdade de solicitar ao Nosso Senhor Jesus Cristo que se digne ser o portador desta humilde missiva pois sei, Pai, que as forças da minha alma são débeis e ainda não conseguem alcançar-te como eu o queria.

Ajuda-me, Pai, a vencer as minhas más tendências, porque já tentei tantas vezes vencê-las sozinho e não fui forte o suficiente.

Peregrino, Senhor, há muito tempo, quem sabe há milênios, pelas estradas tortuosas das dores, edificadas por mim mesmo.

Só Tu, Senhor, podes mover os obstáculos que afligem a minha alma!

Só Tu, através da Tua misericórdia, podes aliviar as minhas dores!

Só em Ti fortaleço-me para atravessar as turbulências da vida!

Digna-Te, Pai, a olhar por este mísero filho, que humildemente te pede ajuda.

Dai-me a sabedoria para compreender a lições, e retribuir com amor àqueles que me ferem a carne.

Sei que o mundo é a escola bendita das almas. Compreendo a necessidade da dor, mas sustenta-me para que vença a mim mesmo e chegue ao fim da estrada da vida, perante a Tua justiça, com a alegria dos justos.

Tu és o amor que aquece e a luz que ilumina as nossas vidas!

Bendito seja, Senhor da vida!

Irmão Cândido

(Mensagem psicografada por Paulo Guedes)